terça-feira, 30 de outubro de 2012

PSD estreia nas urnas ficando em quarto lugar entre os partidos mais votados


O PSD, partido estreante nas urnas, conquistou o quarto lugar entre os mais votados do país. De acordo com os dados consolidados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a legenda administrará, com a posse dos novos prefeitos, 497 dos municípios brasileiros, o que equivale a 8,9%. O partido foi criado no ano passado a partir de uma dissidência no Democratas (DEM), mas também atraiu políticos de outras siglas.
O partido foi superado nas eleições municipais somente por PMDB, PSDB e PT. Com esse desempenho e na condição de estreante eleitoral, o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) Ricardo Caldas considerou que o PSD é “uma incógnita” para 2014. A força com que saiu das urnas nas eleições municipais torna o partido estratégico na disputa presidencial, segundo ele.
Além disso, Caldas destacou que, por se comportar como “um partido de abrigo” a políticos sem viés de esquerda ou de direita, a legenda pode fazer alianças com partidos de tendências diversas. “O PSD é um partido novo, em formação, que cresceu independentemente de ideologia. Agora, o momento é de observar os seus próximos passos. Hoje, ele é uma incógnita”, disse Caldas à Agência Brasil.
Os melhores desempenhos do PSD ocorreram no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, regiões onde conseguiu se posicionar em terceiro lugar na preferência de votos do eleitorado. No Norte, o partido conquistou 15,1% das prefeituras, somando 68, uma a menos que o PSDB, que obteve o segundo melhor desempenho.
Já no Nordeste, a legenda conquistou 206 prefeituras, o que representa 11,5% do total de 1.793. Apenas PSB e PMDB superaram o PSD na região. No Centro-Oeste, a legenda administrará 61 cidades, ou seja, 13,1% das existentes na região. Os tucanos, por exemplo, conquistaram apenas sete prefeituras a mais, o que lhes garantiu o segundo lugar no ranking do desempenho partidário na região.
Mesmo sem obter o mesmo posicionamento conquistado no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o PSD demonstrou força política também nos estados do Sul. Dos 1.191 municípios do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a sigla terá 93 (7,8%) sob sua administração, a partir de 1º de janeiro. Esse número garantiu ao PSD o sexto lugar entre as legendas preferidas da região.
No Sudeste, entretanto, o partido não mostrou tanta força política como nas demais regiões. Com 69 prefeituras para administrar até 2014, o PSD ficou com 4,1% dos 1.668 municípios, atrás, por exemplo, de partidos que venceu no balanço nacional, como PDT, PR e PTB.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

Mais da metade dos inscritos para o Enem 2012 são negros


Dos mais de 5,7 milhões de participantes da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 2,4 milhões se declararam pardos; 694 mil, pretos e 35 mil, indígenas. Os dados fazem parte de balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) responsável pelo exame.
A distribuição por raças é um dos recortes previstos na Lei de Cotas, publicada há duas semanas. Os novos critérios terão de ser incluídos nas regras de seleção para universidades públicas por meio do Enem.
A nova lei obriga instituições federais de ensino superior a destinar progressivamente uma parte das vagas para estudantes que frequentaram todo o ensino médio em escolas públicas. O objetivo do governo é atingir o índice de 50% das vagas em quatro anos. Um dos fatores a serem considerados é a raça declarada pelo candidato.
As provas do Enem serão realizadas em 1,6 mil municípios de todo o país no próximo fim de semana (3 e 4 de novembro).
A estudante Fernanda Brito Félix, 19 anos, conseguiu, no Enem de 2011, a vaga que buscava na Universidade de Brasília (UnB). Mas o curso possível não era o sonhado. Com o primeiro semestre de pedagogia garantido, a aluna decidiu participar, novamente, do Enem este ano, para tentar a transferência para o curso de direito.
“Só estudei em escola pública e as escolas públicas não têm capacidade alguma de preparar um aluno para um vestibular de [universidade] federal”, disse Fernanda. Para ela, o Enem “acaba sendo uma chance”, mas há dificuldades como a falta de preparo dos alunos no ensino médio. “A prova é cansativa e o aluno não tem essa preparação na escola ou conteúdo. O segredo é estudar muito.”
A receita de quem já foi beneficiado pelo exame parece coincidir com as impressões de quem vai enfrentar a prova pela primeira vez. Aluna do último ano do ensino médio no Colégio Setor Oeste, escola pública de Brasília, Hyasmin Stephanye Leite se prepara para a prova desde janeiro. “Busco métodos na internet, em apostilas. Tenho estudado três horas por dia. Poderia ser mais, mas tenho inglês à tarde”, contou.
Para Hyasmin, o colégio oferece a estrutura de que ela precisa. “Depende mais do aluno do que da escola. Não podemos nos comparar a alunos de escolas particulares, temos que nos comparar a nossa dedicação. Se você estuda, não é a escola que faz diferença, é o aluno que faz.”
Os números do Inep também revelam que a maioria dos participantes do Enem 2012, que tem recorde de inscrições e participações confirmadas, é composta por mulheres. As brasileiras respondem por 59% das inscrições, com 3,4 milhões, enquanto os homens somam 2,3 milhões (41%).
O estado de São Paulo tem o maior número de inscritos, com 932,4 mil, seguido de Minas Gerais (653.074), da Bahia (421.731) e do Rio de Janeiro (408.902).
Do total de inscritos, 4 milhões foram isentos da taxa de R$ 35 por serem alunos de escolas públicas ou pertencerem a famílias de baixa renda.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

sábado, 27 de outubro de 2012

Grupo de trabalho vai coordenar desligamento da TV analógica e implantação do sistema digital


O Ministério das Comunicações determinou ontem (26) a formação de um grupo de trabalho para coordenar o desligamento da televisão analógica e a implantação da transmissão digital no país. De acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União, o grupo deverá concluir o trabalho em um ano. O Plano de Desligamento da Televisão Analógica deverá ser encaminhado para consulta pública em até 60 dias.
Entre as atribuições do grupo estão a elaboração de um cronograma de desligamento do sistema de transmissão analógica, a realização de testes pilotos e ações relativas à cobertura e à recepção do novo sistema. Também deverá haver a divulgação do desligamento e ações de atendimento ao cidadão.
O grupo deverá seguir diretrizes como o acesso de famílias de baixa renda à televisão digital, a comunicação adequada à população dos eventos relativos ao desligamento da televisão analógica, o aproveitamento eficiente do espectro e as oportunidades para a indústria nacional.
O grupo de trabalho será composto por representantes das secretarias de Serviços de Comunicação Eletrônica, de Telecomunicações e Executiva do Ministério das Comunicações, além da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Especialistas representantes de outros órgãos ou da sociedade civil poderão ser convidados para contribuir com o grupo.
O Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) foi implantado em 2006. A previsão do governo é que o sistema analógico seja desligado totalmente em 2016.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

ONS descarta hipótese de sabotagem nos recentes episódios de falta de energia no país


O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, afastou ontem (26) a possibilidade de sabotagem nos quatro eventos de falta de energia que ocorreram em pouco mais de um mês. Segundo ele, um ato de vandalismo teria causado danos aos equipamentos, que não foi verificado nesses casos.
Perguntado sobre a hipótese de sabotagem, o ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse que o governo “trabalha para aprofundar todas as alternativas, mas de forma serena”. Para ele, a ocorrência de quatro eventos de falta de energia em pouco mais de um mês, com causas parecidas, foi classificada como um “evento raríssimo de ocorrer, com probabilidade quase zero”.
Zimmermann, que coordenou a reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico ocorrida ontem (26), disse que, em todos os eventos recentes, houve falhas na proteção primária dos equipamentos, o que acabou estendendo a falta de energia para diversas regiões.
A falta de energia na madrugada de hoje deixou 100% do Nordeste e 77% dos estados do Pará, Tocantins e Maranhão sem energia. Segundo o ONS, o problema foi provocado por um curto-circuito na linha de transmissão entre Colinas (TO) e Imperatriz (MA), que interliga os sistemas Norte/Nordeste ao Sul/Sudeste.
Uma equipe de técnicos já foi enviada para as subestações que apresentaram falhas a fim de avaliar as causas do problema, e deve apresentar alguma conclusão na próxima semana. José Ragone, presidente da Taesa, empresa responsável pela linha de transmissão, explicou que a causa primária do problema provavelmente foi uma descarga elétrica que ocasionou uma sobrecarga na linha de transmissão, que acabou sendo desligada por falha do sistema de proteção.
Este foi o quarto problema de abastecimento de energia registrado no país em pouco mais de um mês. No dia 22 de setembro, um incêndio em um transformador na Subestação de Imperatriz (MA) atingiu as regiões Norte e Nordeste.
Na madrugada do dia 4 de outubro, uma pane em um transformador de Furnas, em Foz do Iguaçu (PR) causou falta de energia nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
No dia 19 de outubro, o Distrito Federal ficou sem energia, com o desligamento de linhas de transmissão da Companhia Energética de Brasília (CEB).
Zimmermann disse que o governo também trabalha para restabelecer a confiabilidade do sistema elétrico brasileiro. “O sistema elétrico brasileiro foi planejamento para operar em determinado nível de confiabilidade. Se há redução dessa confiabilidade, como agora nessa sequência de eventos, tem que tomar ações necessárias para restabelecer essa confiabilidade que foi projetado para isso”.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

MEC pede que Polícia Federal investigue boatos sobre cancelamento do Enem


O Ministério da Educação (MEC) pediu que a  Polícia Federal investigue os boatos que circularam ontem nas redes sociais de que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano teria sido cancelado. A pasta confirmou a realização das provas nos dias 3 e 4 de novembro.
Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as provas já estão nos pontos estratégicos para serem distribuídas aos locais onde serão aplicadas “com total segurança”. Mercadante detalhou que o esquema de segurança em torno do transporte e da distribuição das provas conta com 72 batalhões do Exército, agentes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar.
Ontem, uma reportagem publicada em 2009 pelo jornal O Globo, que noticiava o cancelamento das provas do Enem naquele ano, voltou a circular na rede via Facebook, aparecendo na listas de matérias mais lidas da rede social no site do jornal. A notícia se espalhou nas redes sociais, gerando inclusive uma sobrecarga no volume de acessos ao site do MEC.
O Globo emitiu nota de esclarecimento afirmando que o Enem 2012 não foi cancelado e que está tomando providências junto aos administradores da rede social para que a reportagem de 2009 não seja usada indevidamente.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Mini Ipad é três centímetros menor e tem "concepção totalmente nova"


O gigante da informática Apple apresentou nesta terça-feira (23/10) uma versão menor de seu famoso tablet iPad, batizado como "iPad mini". O novo aparelho vai custar U$ 329.

Philip Schiller, responsável pelo marketing mundial da Apple, mostrou o novo iPad em um evento organizado pela empresa em San José, Califórnia (oeste). "Não é somente um iPad menor, é uma concepção totalmente nova", afirmou.

A tela menor do iPad medirá agora 20,1 centímetros frente aos 24,6 centímetros do iPad original.


A Apple também apresentou uma quarta geração do iPad original que já vendeu mais de 100 milhões de unidades desde que foi lançado há dois anos e meio.
A Apple abriu o mercado dos tablets com o lançamento de seu primeiro iPad no começo de 2010 e manteve com sua versão de uma tela de 24,6 centímetros, enquanto seus rivais introduziram versões de menor preço e tamanho, de cerca de 18 centímetros.
O Kindle Fire de 18 centímetros da Amazon demostrou ser popular em 2011 e lançou uma nova versão no mês passado.

Já o Nexus 7 do Google, que utiliza o sistema operacional Android, se uniu à Samsung Galaxy no mercado de tablets de 18 centímetros. Muitos desses modelos são vendidos a partir de 199 dólares.

fonte: Correioweb

Leia mais...

Instituto propõe mudança na forma de cobrança do ICMS sobre a conta de luz


Uma mudança na forma de cobrar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre a energia elétrica poderia reduzir em cerca de 1,2% o valor pago pela conta de luz. O cálculo é do Instituto Acende Brasil, que defende a mudança no critério de cobrança do imposto.
Atualmente, o ICMS que incide sobre a eletricidade é calculado por um critério chamado tributação por dentro, no qual a base de incidência do imposto inclui o próprio imposto. Isso faz com que a tributação real seja maior que a alíquota do imposto indicada na conta. Por exemplo: uma alíquota de 25% de ICMS representa uma tributação real de 33,3%.  Uma alíquota de 30% corresponde a uma tributação real de 42,8%.
“Defendemos que acabe esse negócio de cobrar o ICMS por dentro. Não faz sentido que a base sobre a qual é cobrado o imposto leve em conta o próprio imposto. É uma falta de transparência total e é incorreto, do nosso ponto de vista”, diz o presidente do instituto, Cláudio Sales.
Ele reconhece que a mudança é complexa porque, como o ICMS é um imposto estadual, qualquer alteração envolve a relação entre os estados e a União. “Mas, com vontade política, tudo se consegue”. Segundo Sales, a redução de tributos sobre a energia elétrica favorece a economia, inclusive a dos estados, porque a redução se converte em maior consumo de outros produtos e serviços, sobre os quais também incidem impostos.
Para o tributarista Ives Gandra Martins, a mudança na cobrança do ICMS seria o ideal, mas para isso deveria haver alterações no Código Tributário Nacional. “Aí a discussão passa a ser mais complicada, porque tiraria receita dos estados”, argumenta. Ele lembra que a forma de cobrança atual do ICMS existe desde a criação do imposto, em 1967, e não só na conta de luz, mas em todos os produtos.
        
“É da própria sistemática do ICMS desde o seu lançamento. Na conta de luz chama mais a atenção por ser um imposto maior, ele representa um terço do valor da conta, o que é considerável”, explica. Segundo Martins, a forma de cobrança do imposto já foi questionada na Justiça, mas sempre houve o entendimento de que ela é correta.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o ICMS representa 21,7% do custo total da energia. Os outros custos são divididos da seguinte forma: geração (32,4%), transmissão (6,4%), distribuição (24,1%), encargos setoriais (10,2%) e impostos federais (5,2%).
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

terça-feira, 16 de outubro de 2012

POLICIAIS FEDERAIS SUSPENDEM GREVE


Após 69 dias de greve, os policiais federais decidiram ontem paralisar o movimento que ocorre em todo país. Essa decisão foi tomada após a realização de assembleias nos sindicatos estaduais. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Políciais Federais (Fenapef), Marcos Vinício de Souza Wink, agentes, papiloscopistas e escrivães voltaram ao trabalho desde às 14h horas. 

Conforme Wink, a decisão de encerrrar o movimento paredista foi tomada após o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se compremeter em reabrir as negociações com a categoria. O encontro entre o representante do Executivo e os dirigentes da Fenapef ocorreu na semana passada. 


fonte: Blog do Servidor

Leia mais...

Receita deposita valores do quinto lote de restituições do Imposto de Renda


A Receita Federal liberou os valores referentes ao quinto lote de restituição do Imposto de Renda 2012. Para saber se estão na lista, os contribuintes devem acessar a página de consulta no site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone, no número 146.
Além do lote referente a este ano, a Receita depositou valores referentes aos lotes residuais dos exercícios 2008, 2009, 2010 e 2011. De acordo com o órgão, foi creditado um total de R$ 1,5 bilhão nas contas bancárias indicadas por 1,574 milhão de contribuintes com direito à restituição.
A maior parte dessas pessoas - 1,542 milhão – está recebendo a restituição do exercício de 2012, que totaliza R$ 1,4 bilhão, valor já corrigido pela taxa Selic de 4,29%, referente ao período de maio a outubro de 2012. 
 

fonte: Agência Brasil

Leia mais...

19 Anos no AR


Rádio Vitória FM esta completando 19 anos de história. É uma vida contada e cantada. Parabéns a todos os integrantes da Associação Comunitária Vieirense.

Levino Lacerda - Presidente

  ©Rádio Vitória FM 104,9Mhz - Marcelino Vieira-RN - Todos os direitos reservados.

| Topo