quarta-feira, 31 de julho de 2013

Professores estaduais poderão entrar em greve a partir do dia 12 de agosto

Os professores estaduais se reuniram em assembleia no início da semana para discutirem um indicativo de greve. Na ocasião, a assembleia estadual do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN) deliberou um indicativo de greve para o dia 12 de agosto. Agora, o Governo do Estado tem até essa data para apresentar respostas concretas às demandas da categoria para evitar uma greve por tempo indeterminado.
Até o dia da nova assembleia, os professores e funcionários da Educação irão promover uma série de atividades de mobilização para o fortalecimento do movimento junto à comunidade escolar. "Teremos assembleias regionais para mobilizar a categoria, além de reuniões com a comunidade escolar", esclarece Rômulo Arnaud, coordenador-geral do Sinte/RN.
O professor comenta que o Governo do Estado não tem respondido às demandas da categoria e nem mesmo uma audiência foi realizada. "Querem resolver o problema do terço da hora atividade com uma portaria enviada para os diretores das escolas de forma que a carga horária dos professores seja readequada. Também diz que não reconhece a dívida mesmo com uma decisão judicial favorável à categoria", explica.
Segundo Rômulo Arnaud, a medida irá aumentar ainda mais o déficit de professores na rede estadual de ensino. "A portaria diz que os alunos não podem ser prejudicados. Ou seja, não há como readequar a carga horária sem a contratação de novos professores. Essa é mais uma tentativa do governo de evitar a greve enganando a sociedade potiguar. É só mais um jogo para não resolver os problemas", afirma.
Sobre a possibilidade de greve, o coordenador-geral do Sinte/RN diz que o objetivo é evitar. "Não queremos fazer greve, mas quem irá determinar será o Governo do Estado", afirma. Rômulo Arnaud completa com o corte do ponto dos diretores do sindicato. "Recebi o contracheque e veio quase zerado. Essas questões precisam ser resolvidas", conclui.

REIVINDICAÇÕES
- Implantação do terço de hora atividade
- Implantação do Plano de Carreira dos funcionários
- Envio à Assembleia Legislativa de projeto de lei para atualizar as promoções horizontais
- Realização de processo seletivo com concessão de licenças-prêmios e afastamento para capacitação
- Garantia da cessão de 36 profissionais da Educação para o Sinte/RN e restituição dos salários cortados
- Envio imediato dos projetos de lei que tratam da revisão do Plano de Carreira dos Professores, Porte das Escolas, gratificação dos diretores e Gestão Democrática
- Publicação e pagamento das promoções verticais
- Pagamento imediato aos professores recém-convocados e carga suplementar
- Correção imediata do salário dos educadores em 0,26%
- Convocação de concursados para preenchimento de vagas existentes por falta de professor e pela necessidade com a implantação do terço da hora atividade
- Revisão da portaria da SEEC de nº 541/2013
- Agilização das aposentadorias e afastamento imediato dos profissionais que já completaram tempo de contribuição e que tem idade para aposentar-se
- Reforma e manutenção das escolas, dotação de recursos de utilização dos estudantes
fonte: O Mossoroense

Leia mais...

Termina nesta quarta-feira prazo para envio de dados do Censo Escolar da Educação Básica

Brasília - Hoje (31) é o último dia para o preenchimento dos dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013. Os gestores de escolas públicas e privadas devem acessar o endereço educacenso.inep.gov.br e informar dados da escola, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula.
O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica. As informações são usadas para transferência de recursos públicos destinados à merenda, ao transporte escolar, à distribuição de livros, a uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica.
No caso das creches, as informações serão também usadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para calcular a suplementação de recursos de 2014 a creches que atendem a crianças do Bolsa Família.
Além disso, os resultados sobre o rendimento (aprovação e reprovação) e movimento (evasão) escolar dos alunos são usados para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que serve de referência para as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do Ministério da Educação.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

Ministério da Saúde fará 70 mil testes para hepatites B e C até sexta-feira

Brasília - Como parte das ações que marcam o Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, o Ministério da Saúde pretende fazer 170 mil testes para hepatites B e C  até a próxima sexta-feira (2). Com o slogan“Hepatites virais: sem perceber, você pode ter”, a campanha também quer intensificar a vacinação contra a hepatite B, já disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
O governo anunciou a ampliação do público que pode receber a vacina contra a hepatite B gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antes a idade limite era 29 anos, esta semana passou a ser 49 anos. Em 2012, mais de 15 milhões de pessoas foram imunizadas contra a hepatite B. A população deve se informar na Secretaria de Saúde dos municípios onde estão sendo feitos os testes e as imunizações.
A estimativa do Ministério da Saúde é que 800 mil pessoas estejam infectadas pelo vírus da hepatite B e 1,5 milhão de pessoas pela hepatite C. A hepatite, doença que atinge o fígado, pode ser causada por vírus, pelo uso de alguns remédios, pelo consumo de álcool e por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. Os cinco principais tipos (A, B, C, D e E) são causados por vírus que podem passar de uma pessoa para outra.
Nem sempre há sintomas, mas os especialistas alertam que cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras podem ser sinais da doença.
Pelos dados oficiais da Organização Mundial da Saúde, 1,4 milhão de pessoas morrem por ano em decorrência das diversas formas de hepatite. Apenas 37% dos 126 países analisados pela organização dispõem de estratégias para prevenção e tratamento. O Ministério da Saúde informa que, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C.
No Brasil, atualmente, existem vacinas para a prevenção das hepatites A e B. O Ministério da Saúde oferece vacina contra a hepatite B nos postos de saúde do SUS e contra a hepatite A nos centros de Referência de Imunobiológicos Especiais. Não há vacina contra a hepatite C.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

terça-feira, 30 de julho de 2013

Nações Unidas: apenas 4 das 167 cidades do RN possuem IDH ‘alto’

Estudo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), divulgado nesta segunda-feira, mostra que apenas quatro dos 167 municípios do Rio Grande do Norte possuem Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) 'alto': Parnamirim, Natal, Mossoró e Caicó, pela ordem. Por outro lado, João Dias (Alto Oeste) tem o pior IDH.
E o Rio Grande do Norte ficou em 15º no ranking dos Estados com o melhor IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano dos Municipal) segundo dados do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), com 0,684. Os critérios da ONU para elaborar o índice são a longevidade, educação e renda da população, e os dados são referentes ao Censo do IBGE de 2010, mas foram compilados em 2013
Nacional
Nas últimas duas décadas, o Brasil quase dobrou o seu Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), passando de 0,493, em 1991, - considerado muito baixo – para 0,727, em 2010, o que representa alto desenvolvimento humano, conforme o estudo, denominado Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013. No período, o país registrou crescimento de 47,8% no IDHM.
Em 1991, 85,5% das cidades brasileiras tinham IDHM considerado muito baixo. Em 2010, o percentual passou para 0,6% dos municípios. De acordo com o levantamento, em 2010, o índice de municípios com IDHM considerado alto e médio chegou a 74%, enquanto em 1991, não havia nenhuma cidade brasileira com IDHM alto e 0,8% apresentava índice médio. Pela escala do estudo, é considerado muito baixo o IDHM entre 0 e 0,49, baixo entre 0,5 e 0,59; médio de 0,6 e 0,69, alto 0,7 e 0,79 e muito alto entre 0,8 e 1,0.
O IDHM é o resultado da análise de mais de 180 indicadores socioeconômicos dos censos do IBGE de 1991, 2000 e 2010. O estudo é dividido em três dimensões do desenvolvimento humano: a oportunidade de viver uma vida longa e saudável [longevidade], ter acesso a conhecimento [educação] e ter um padrão de vida que garanta as necessidades básicas [renda]. O índice varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.
De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro, o Brasil conseguiu reduzir as desigualdades, principalmente, pelo crescimento acentuado dos municípios menos desenvolvidos das regiões Norte e Nordeste. 
fonte: O Mossoroense Com informações da Agência Brasil

Leia mais...

Índice de municípios brasileiros com IDHM médio e alto chega a 74%

Brasília – Nas últimas duas décadas, o Brasil aumentou 47,5% o seu Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), passando de 0,493, em 1991, - considerado muito baixo – para 0,727, em 2010, o que representa alto desenvolvimento humano, conforme o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013.
Em 1991, 85,5% das cidades brasileiras tinham IDHM considerado muito baixo. Em 2010, o percentual passou para 0,6% dos municípios. De acordo com o levantamento, em 2010, o índice de municípios com IDHM considerado alto e médio chegou a 74%, enquanto em 1991, não havia nenhuma cidade brasileira com IDHM alto e 0,8% apresentava índice médio. Pela escala do estudo, é considerado muito baixo o IDHM entre 0 e 0,49, baixo entre 0,5 e 0,59; médio de 0,6 e 0,69, alto 0,7 e 0,79 e muito alto entre 0,8 e 1,0.
O IDHM é o resultado da análise de mais de 180 indicadores socioeconômicos dos censos do IBGE de 1991, 2000 e 2010. O estudo é dividido em três dimensões do desenvolvimento humano: a oportunidade de viver uma vida longa e saudável [longevidade], ter acesso a conhecimento [educação] e ter um padrão de vida que garanta as necessidades básicas [renda]. O índice varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.
De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013, elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro, o Brasil conseguiu reduzir as desigualdades, principalmente, pelo crescimento acentuado dos municípios menos desenvolvidos das regiões Norte e Nordeste.
“A fotografia do Brasil era muito desigual. Houve uma redução, no entanto, o Brasil tem uma desigualdade amazônica, gigantesca, que está caindo. O Brasil era um dos países mais desiguais do mundo, continua sendo, mas houve uma melhora. Podemos antecipar um futuro melhor”, frisou o presidente do Ipea e ministro interino da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Marcelo Neri.
Principal responsável pelo crescimento do índice absoluto brasileiro, o IDHM Longevidade acumulou alta de 23,2% entre 1991 e 2010. O índice ficou em 0,816, em 2010. Com o crescimento, a expectativa de vida do brasileiro aumentou 9,2 anos, passando de 64,7 anos, em 1991, para 73,9 ano, 2010.
“A melhoria da expectativa de vida é muito significativa. Um brasileiro que nasce hoje tem expectativa de vida nove anos maior o que era há 20 anos, principalmente por uma queda na mortalidade infantil”, explicou o representante do Pnud no Brasil Jorge Chediek.
Os municípios catarinenses de Blumenau, Brusque, Balneário Camboriú e Rio do Sul registraram o maior IDHM Longevidade, com 0,894, e expectativa de vida de 78,6 anos. As cidades de Cacimbas (PB) e Roteiro (AL) tiveram o menor índice (0,672) e expectativa de 65,3 anos.
O levantamento aponta ainda que a renda per capita mensal do brasileiro cresceu R$ 346 nas últimas duas décadas, tendo como base agosto de 2010. Entre 1991 e 2010, o IDHM Renda evoluiu 14,2%, contudo, 90% dos 5.565 municípios brasileiros aparecem na categoria de baixo e médio desenvolvimento nesse índice.
Apesar do crescimento, a desigualdade fica clara quando comparados os extremos do indicador. O município de São Caetano do Sul (SP), primeiro colocado no IDHM Renda, registrou renda per capita mensal de R$ 2.043, o último colocado, Marajá do Sena (MA), obteve R$ 96,25. Uma diferença de mais de 20 vezes.
O IDHM Educação, apesar registrar a menor contribuição para o IDHM absoluto do país, passou de 0,278, em 1991, para 0,637, em 2010. O crescimento foi impulsionado, segundo o atlas, pelo aumento de 156% no fluxo escolar da população jovem no período.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Novas cédulas de R$ 2 e R$ 5 começam a circular hoje

O Banco Central (BC) comunicou, na sexta-feira (26), que entram em circulação nesta segunda-feira (29) as novas cédulas de R$ 2 e de R$ 5, da Segunda Família de Cédulas do Real.

De acordo com comunicado do Departamento do Meio Circulante, as notas de R$ 2 mantém o padrão de cor predominante azul, mas terá novas dimensões. A nota de cinco segue com o tom predominante lilás e passa a apresentar um tamanho diferente do atual.
Os principais itens de segurança nas duas cédulas são a marca d'água, o "quebra cabeças", no qual o valor da cédula aparece quando examinada contra a luz, marcas em alto relevo e elementos fluorescentes, visíveis sob a luz ultravioleta.

Em julho de 2012 entraram em circulação as notas de R$ 10 e R$ 20, que devem ser completamente trocadas até meados de 2014. As primeiras cédulas da nova família a entrar em circulação foram as de R$ 50 e R$ 100.

fonte: UOL

Leia mais...

Wilma de Faria evita admitir candidatura ao governo, mas tem agenda de majoritária

A ex-governadora Wilma de Faria (PSB) tem dito por onde passa que quer disputar uma vaga para a Câmara dos Deputados. Mas sempre faz uma ponderação: "o povo está me querendo de volta" ou "o povo está comparando e vendo que nosso governo foi melhor".
A um ano do início da corrida eleitoral, Wilma de Faria, sob a cômoda condição de vice-prefeita de Natal, segue cumprindo agenda de candidato majoritário. Tem visitado cidades do interior e mantido contatos.
Nesse mesmo tempo o vice-governador Robinson Faria (PSD) está "mergulhado". Tem aparecido pouco na mídia. Semana passada o filho dele, deputado federal Fábio Faria (PSD), evitou comentar sobre as declarações de Wilma admitindo que pode ser candidata.
Segundo o blog Panorama Político, editado pela jornalista Ana Ruth Dantas, Robinson teria tido uma delicada conversa com Wilma de Faria em que pediu para ela sepultar qualquer possibilidade de disputar o governo, mas teve como resposta o silêncio.
O fato é que Wilma aposta repetir o feito do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), que cresceu e se tornou favorito à Prefeitura de Natal à medida que o desgaste da então prefeita Micarla de Sousa (PV) se intensificava.
No entanto, pesa contra a líder socialista uma série de variáveis que apontam para uma situação diferente. Primeiro: Wilma tem a sombra do ministro Garibaldi Filho (PMDB). Ele é o único político capaz de fazer frente a ela nas pesquisas. Além disso, o PMDB é atualmente o partido mais poderoso do Estado. Tem um ministro, um senador e exerce influência no suplente que substitui Garibaldi, o presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves, elegeu a maior quantidade de deputados estaduais em 2010 e tem o maior número de prefeitos e vereadores do Rio Grande do Norte.
Os líderes do PMDB têm sempre dito nas conversas reservadas que se não apoiarem Rosalba terão candidatura própria.
O segundo aspecto contra Wilma é a quantidade de processos que ela responde na Justiça.
A favor tem o desgaste da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) que lhe permite ser o nome mais forte das oposições para 2014.
Mas o projeto de governar o Estado não depende exclusivamente disso. É preciso trabalhar com cautela pra unir as oposições em torno dela. Não é uma tarefa simples por conta dos interesses conflitantes. Também é necessário ter espaços para eventuais aliados que se afastem do governo Rosalba.

Candidatura de Wilma depende da conjuntura da disputa presidencial
A cautela no discurso de Wilma de Faria tem uma explicação: uma eventual candidatura dela ao governo depende de uma série de fatores. O principal deles é a conjuntura nacional.
É impossível antever qual será o cenário do próximo ano neste momento. Existem muitas variáveis, a principal delas gira em torno do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Ele vai ser candidato a presidente? O projeto dele está condicionado ao desempenho de Dilma Rousseff? A presidenta vive apenas um momento de turbulência ou a impopularidade vai se consolidar? Campos vai negociar apoios nos estados com o PT para não ser candidato a presidente?
A forma como essas perguntas serão respondidas é que vai dar um norte ao projeto de Wilma. Daí a cautela. Ela não pode se anunciar candidata majoritária por isso. Além do mais o vice-governador Robinson Faria já se declarou postulante ao cargo e qualquer anúncio nesse sentido causaria embaraços para um aliado considerado importante no tabuleiro eleitoral do Rio Grande do Norte. A questão exige paciência. Robinson tem histórico de recuos de projetos majoritários quando percebe a inviabilidade.
A vice-prefeita de Natal sabe que é importante contar com a oposição unida. Vai precisar de muita cautela também para não desagradar o PT. O partido tem um projeto bem claro: fazer a deputada federal Fátima Bezerra ser eleita senadora no próximo ano.

fonte: O Mossoroense

Leia mais...

Francisco agradece aos brasileiros, pede orações e diz até breve

Rio de Janeiro – O papa Francisco se despediu dos brasileiros no início da noite de ontem (28) pedindo orações por ele e terminou o discurso dizendo “até breve”, em uma confirmação de que pretende voltar ao país em 2017, quando serão celebrados os 300 anos da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. A imagem da Santa foi encontrada por pescadores em 1717, no Rio Paraíba do Sul.
Em vários trechos de sua fala, Francisco disse que deixava o país com saudades de tudo o que viveu durante sete dias, desde sua chegada para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). “Dentro de alguns instantes, deixarei sua pátria para regressar a Roma. Parto com a alma cheia de recordações felizes, essas – estou certo – tornar-se-ão oração. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, deste povo tão grande e de grande coração, deste povo tão amoroso. Saudades do sorriso aberto e sincero que vi em tantas pessoas, saudades do entusiasmo dos voluntários. Saudades da esperança no olhar dos jovens no Hospital São Francisco. Saudades da fé e da alegria em meio à adversidade dos moradores de Varginha.”
O papa destacou a importância dos jovens e pediu que partam pelo mundo como missionários do amor.
“Neste clima de gratidão e saudades, penso nos jovens, protagonistas desse grande encontro: Deus lhes abençoe por tão belo testemunho de participação viva, profunda e alegre nestes dias. Muitos de vocês vieram como discípulos nesta peregrinação, não tenho dúvida de que todos agora partem como missionários. A partir do testemunho de alegria e de serviço de vocês, façam florescer a civilização do amor. Mostrem com a vida que vale a pena gastar-se por grandes ideais, valorizar a dignidade de cada ser humano e apostar em Cristo e no seu Evangelho. Foi ele que viemos buscar nestes dias, porque ele nos buscou primeiro, ele nos faz arder o coração para anunciar a Boa Nova nas grandes metrópoles e nos pequenos povoados, no campo e em todos os locais deste nosso vasto mundo. Continuarei a nutrir uma esperança imensa nos jovens do Brasil e do mundo inteiro.”
Francisco terminou sua fala homenageando Nossa Senhora Aparecida, lembrando sua passagem no santuário da padroeira nacional.
“O meu pensamento final, minha última expressão das saudades, dirige-se a Nossa Senhora Aparecida. Naquele amado santuário, ajoelhei-me em prece pela humanidade inteira e, de modo especial, por todos os brasileiros. Pedi a Maria que robusteça em vocês a fé cristã, que é parte da nobre alma do Brasil, como também de muitos outros países, tesouro de sua cultura, alento e força para construírem uma nova humanidade na concórdia e na solidariedade. O Papa vai embora e lhes diz até breve, um até breve com saudades, e lhes pede, por favor, que não se esqueçam de rezar por ele. Este Papa precisa da oração de todos vocês. Um abraço para todos. Que Deus lhes abençoe”.
O vice-presidente, Michel Temer, fez pronunciamento antes do papa. Ele agradeceu a visita  e pediu que "suas palavras permaneçam na alma dos brasileiros".
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Justiça do MT obriga Telexfree a devolver R$ 101,5 mil a investidor


A Justiça de Mato Grosso condenou a Telexfree a devolver R$ 101,5 mil a um advogado que trabalhava como divulgador da empresa. O autor da ação, Samir Badra Dib, afirma que foi enganado pela Telexfree, alegando que ela se apresenta aos clientes como empresa de telefonia Voip 99.
Em sua sentença, a juíza Milene Aparecida Beltramini defende que para operar no sistema de telefonia se faz necessária a autorização da Anatel, permissão essa que a Telexfree não possui.
Para o advogado mossoroense Jailton Magalhães, a decisão em Mato Grosso abre um precedente para que outros divulgadores possam solicitar judicialmente a restituição dos valores investidos na Telexfree. "A decisão não abre ainda uma jurisprudência, mas com certeza um precedente para que outros juízes sigam essa mesma linha. A partir de agora deve crescer sim o número de pessoas que buscam essa alternativa para recuperar o dinheiro", afirma.
Segundo Jailton Magalhães, em Mossoró, ainda não foram registrados casos de divulgadores que tenham entrado na Justiça visando a restituição do dinheiro. "Como o processo que suspendeu as atividades da Telexfree ainda está em andamento, acredito que muitas pessoas prefiram esperar a decisão do Tribunal Superior. Na minha visão, acho muito difícil a empresa continuar existindo da forma como funciona hoje, quando se configura como um esquema de pirâmide financeira, proibida pela nossa legislação. E aquelas pessoas que investiram deverão ter o seu dinheiro devolvido", defende.
Para o secretário de Comunicação Social do município de Patu, Bruno Campelo, divulgador do Telexfree, a decisão da Justiça de Mato Grosso precisa ser analisada. "Como divulgador, eu nunca enfrentei nenhum problema durante os quatro meses em que pude fazer os meu anúncios, até a Justiça proibir o acesso ao site. Entendo que alguns divulgadores estejam confusos ou ainda revoltados com tudo o que está acontecendo. Muita gente investiu alto, outros se desfizeram de bens materiais para fazer parte da empresa. Em relação a esta decisão, acho muito estranho, uma vez que não foi a empresa que parou as suas atividades por conta própria, mas sim por determinação da Justiça, e como todos sabemos o processo de investigação ainda está em andamento, sendo que a Telexfree já recorreu e ainda aguarda uma decisão final", argumenta.
Ele confirma que os divulgadores estão, sim, preocupados com toda a situação que envolve a empresa. "Mas acredito que para que possamos acusar ou ainda cobrar algo da empresa perante a Justiça, é preciso que a própria Justiça oficialize a ilegalidade da Telexfree de forma definitiva, só assim teremos a certeza dos fatos. Confio na Justiça e acredito que tudo isso será resolvido de uma forma ou de outra. É melhor aguardar uma decisão final sobre o caso, mas vejo em cada divulgador uma situação diferente", afirma.
Questionado se conhecia os riscos ao decidir investir no negócio, Bruno diz que, na visão dele, não havia essa preocupação. "Antes de me tornar divulgador, observei, pesquisei e ouvi pessoalmente muita gente boa que já fazia parte da empresa, então ao entrar, não vi risco algum, e como falei, ainda não tem nada confirmado, até que a Justiça encerre o caso", conclui.
Histórico
A atuação da Telexfree em todo o país foi suspensa por decisão da Justiça acreana no dia 18 de junho, pela juíza Thaís Borges. A Telexfree é suspeita de atuar em um esquema de pirâmide financeira, ilegal no Brasil. O desembargador Samuel Evangelista manteve a decisão ao indeferir o pedido de revisão de sentença, apresentado pelos advogados da empresa.
No Rio Grande do Norte, o Ministério Público instaurou Inquérito Civil para investigar o funcionamento de empresas de marketing multinível no Estado, entre elas a Telexfree, BBom, NNex, Multiclick, Priples e Cidiz. A Promotoria de Defesa do Consumidor é a responsável por apurar se a atuação destas empresas se constitui em pirâmide financeira.


fonte: O Mossoroense

Leia mais...

Rio é o centro da Igreja, diz Francisco na Festa da Acolhida

Rio de Janeiro – O papa Francisco disse, há pouco, à multidão reunida na Festa da Acolhida, na orla de Copacabana, que o Rio de Janeiro tornou-se o centro da Igreja nesta semana. Ele agradeceu a presença dos jovens que vieram de longe para vê-lo e aos que queriam ter vindo e não puderam vir para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ).
“Vim aqui ser contagiado com o entusiasmo de vocês. A todos digo, bem-vindos a esta festa da fé”, disse Francisco. Ele agradeceu a hospitalidade dos cariocas e o apoio das autoridades federais, estaduais e municipais. "Os cariocas sabem receber bem e dar uma boa acolhida", enfatizou.
O pontífice saudou também os laicos e a todos os que foram assistir à festa. "Bem-vindos à Jornada Mundial da Juventude, a esta cidade maravilhosa do Rio de Janeiro", completou.
Francisco chegou ao palco da Festa da Acolhida a bordo do papamóvel, que tomou no Forte de Copacabana. No trajeto pela Avenida Atlântica, as milhares de pessoas que o aguardavam não se contiveram e invadiram a pista, cercando o veículo e fotogrando o papa com seus celulares e câmeras digitais. Com simpatia, o papa acenou o tempo todo para a multidão e beijou algumas crianças que foram levadas até ele.
Em frente ao palco, a temperatura, em torno de 17 graus Celsius, fria para os padrões cariocas, tornava-se alta para os que encontravam no meio da multidão. Os 4 quilômetros da orla estão tomados por pessoas vindas dos mais diversos países.
As janelas dos prédios localizados em frente à praia estão iluminadas e cheias de curiosos, que acompanham de lá o evento. A quantidade de flashes e bandeiras de diferentes países impressionam. Apesar da multidão presente e da dificuldade para caminhar entre os fiéis, muitos cadeirantes estão na festa, e o clima é de tranquilidade e cordialidade.
O peruano Miguel Polanco, que veio caminhando de Botafogo até Copacabana, com um grupo de seis amigos, disse que a energia é muito boa e que "vale o sacrifício". Ele chegou a Copacabana às 15h, depois de meia hora de caminhada, na esperança de ver o papa bem de perto.
Moradora de Cambuci, no interior do estado do Rio, Cininha Melo, trouxe um binóculo "para não perder nada" da Festa da Acolhida. “Ganhei [o binóculo] de uma afilhada quarta-feira [24] e já experimentei em casa, dá para ver bem de longe”, disse Cininha, com o binóculo apontado para o palco, onde se encontrava o papa.
A Polícia Militar (PM) mobilizou 1.500 homens para dar segurança ao papa e aos peregrinos na Festa da Acolhida e repetirá o esquema hoje (26), na Via Crucis, às 18h, também em Copacabana. Este é o maior efetivo usado pela PM em um evento ao ar livre e tem apoio de 30 torres de observação, como ocorre no tradicional réveillon de Copacabana. Além disso, 25 viaturas circulam pelo bairro, apoiadas por 20 motociclistas. Oitenta homens fazem a pé o patrulhamento das ruas que dão acesso à praia.
Todas as unidades do Comando de Operações Especiais participam do esquema, que inclui atiradores de elite posicionados em pontos estratégicos e o auxílio de cães farejadores.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Atlético Mineiro bate Olimpia nos pênaltis e se sagra campeão da Libertadores

De maneira dramática e histórica, o Atlético Mineiro venceu o Olimpia e se sagrou campeão da Libertadores pela primeira vez na sua história. Após conseguir o 2 a 0 necessário, com um gol a minutos do fim, a equipe levou a disputa para os pênaltis e contou com Victor mais uma vez. Quatro cobranças perfeitas, duas defendidas e título mais que merecido.
Nervos falam mais alto no primeiro tempo
Com 2 a 0 contra si, o Atlético não inventou na escalação, manteve o esquema de jogo e veio para cima. Aos dois minutos, Tardelli cruzou rasteiro e Jô chegou um pouco atrasado. Era uma grande chance! Dez minutos depois, o Olimpia mostrou que não seria mero espectador. Em falha da zaga, Bareiro entrou cara a cara com Victor e o goleiro salvou o Galo.
Durante todo o primeiro tempo, os brasileiros se mostraram muito nervosos e abusaram dos cruzamentos. Concentrando as jogadas por um lado, o Atlético encontrava dificuldades de criar pelo chão. Por vezes, Jô foi acionado, mas, contra três defensores, levou a pior na maioria das oportunidades.
Em novo erro dos defensores atleticanos, Alejandro Silva entrou de frente para a área, mas bateu fraco e Victor fez grande defesa. Aos 37, Tardelli tabelou com Jô, mas isolou na finalização. O Galo precisava acalmar os ânimos e jogar com mais inteligência. Por meio de toque de bola e erros da zaga adversária, que já se mostrou deficiente, o time poderá chegar aos dois gols que necessita.
Gol a quatro minutos do fim força prorrogação
E a conversa do vestiário deve ter sido produtiva. Com menos de um minuto do Atlético marcou. Rosinei cruzou da direita, a zaga furou o corte e Jô imendou para inaugurar o placar. Quatro minutos depois, Tardelli completou lançamento e Jô, no rebote, quase fez de cabeça. Foi por muito pouco! E a pressão continuou. O artilheiro atleticano dominou na entrada da área, bateu firme e Silva espalmou.
Aos 13, em cobrança de falta, Leonardo Silva cabeceou desequilibrado e acertou o travessão de Silva. Os paraguaios não tinham outra opção. Era se segurar com 11 atrás da bola e garantir o resultado. Torcer por um contra-ataque era pedir muito. Com 25, R10 cobrou falta na cabeça de Leo Silva e Martín Silva salvou mais uma.
Com mais de 30, Ronaldinho bateu de fora da área, a bola desviou e o goleiro salvou. No rebote, Tardelli perdeu em baixo da trave, mas ele estava impedido. Aos 40, quando tudo parecia perdido, Bernard cruzou da direita e Leo Silva cabeceou no contrapé para empatar. Delírio no Mineirão!
Pênaltis perfeitos + Victor = título
Com um a mais desde os 39 da segunda etapa, devido à expulsão de Mansur, o Galo passou a dominar o jogo na prorrogação. Aos oito minutos, Bernard cobrou escanteio, Réver fechou em velocidade e cabeceou no travessão. Quatro minutos depois, Josué arriscou de longe e Silva fez grande defesa. No último lance, Alecsandro saiu cara a cara, tocou por cima do goleiro, mas a zaga tirou. E tudo foi decidido nos penais.
Seguro e confiante, o Galo converteu as quatro cobranças que lhe cabia. Miranda parou em Victor e Giménez acertou a trave. Vitória do clube mineiro, título inédito e Mineirão em extase. Parabéns ao Galo forte e vingador!

Libertadores COPA LIBERTADORES 2013
2013/07/24, 21:50, Belo Horizonte (MG)

Atlético Mineiro
Clube Atlético Mineiro
2:0
Pro. (4:3 Pen.)
Olimpia
Club Olimpia de Asunción
 Leonardo Silva87'
 Jô46'

fonte: Ogol

Leia mais...

Dois anos a mais de curso podem virar residência médica

Brasília – Os dois anos adicionais ao curso de medicina, previstos no Programa Mais Médicos, podem constituir uma residência no Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta ainda está em debate, mas, caso seja levada adiante, os dois anos obrigatórios de trabalho em urgência e emergência previstos no programa configurariam a pós-graduação, enquanto a graduação continuaria com seis anos de duração.
Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Educação (MEC), trata-se de uma possibilidade ainda em discussão técnica. terça-feira (23), o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, mostrou-se simpático à proposta e argumentou que 50% dos estudantes de medicina fazem uma residência após a graduação. A residência no SUS seria uma solução.
Considerar os dois anos como pós-graduação também resolveria as dúvidas do Conselho Nacional de Educação (CNE). Após reunião, ontem (24), o presidente da Câmara de Educação Superior do CNE, Gilberto Gonçalves Garcia, falou da inconsistência de uma pós-graduação antes do diploma de graduação.
A Medida Provisória (MP) 621/2013, que institui o Programa Mais Médicos, ainda está em discussão no Congresso Nacional, e pode sofrer alterações. O prazo máximo para aprovação, ou rejeição, é 120 dias. Já no CNE, as diretrizes curriculares do curso de medicina já estão sendo discutidas e devem incorporar o programa, caso aprovado. O prazo máximo para esse debate é 180 dias.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Djalma Santos, bicampeão mundial, morre em Uberaba aos 84 anos

Nos tempos em que lateral tinha como principal função defender, ele foi um visionário. Sua saúde privilegiada e a técnica das mais apuradas ajudaram muito nos avanços ao ataque. Resumo da ópera: duas das cinco estrelas que os brasileiros carregam no peito foram conquistadas com o suor e o brilho de Djalma dos Santos. Por uma questão de praticidade, qualidade típica dos bons laterais, a preposição e o artigo foram abolidos do nome: virou Djalma Santos. Neste 23 de julho de 2013, o craque visto por muitos como o melhor lateral-direito de todos os tempos deixou a vida, aos 84 anos, em Uberaba, interior mineiro, onde morava há duas décadas. Segundo nota divulgada pelo Hospital Dr. Hélio Angotti, o ex-jogador morreu às 19h30  em decorrência de uma pneumonia grave e instabilidade hemodinâmica, culminando com parada cardiorrespiratória. Ele estava hospitalizado desde o dia 1º de julho. O velório será na Câmara Municipal a partir da meia-noite desta quarta-feira. A hora do sepultamento ainda não foi divulgada pela família. 
Bicampeão mundial em 1958 e 1962 e presente nas duas finais, na Suécia e no Chile, Djalma deixa luto mais forte nos torcedores de Palmeiras, Portuguesa e Atlético-PR, os clubes que defendeu. Também esteve nas Copas de 1954 e 1966. Marcou época.
Na década de 1950, Djalma Santos dava sinais do que seria imprescindível para o lateral moderno. Com vigor físico irretocável, o lateral-direito, então posição de defesa, fazia investidas ao ataque e voltava para recompor a linha defensiva. Os laterais perto da área adversária se transformavam em escanteios, pois Djalma Santos os cobrava dentro da área. O acidente em que teve a mão direita prensada por uma máquina o impediu de fazer alguns movimentos, mas, nos arremessos, Djalma transformava o braço em uma alavanca - como ele mesmo gostava de dizer - que impulsionava a bola para dentro da área.
A lateral direita, porém, só surgiu na vida de ‘Santos’, como era chamado ainda no início de carreira na Portuguesa, graças a um concorrente. Na Lusa, Djalma foi meia até 1949, quando Brandãzinho chegou ao time da capital e forçou a ida do bicampeão mundial para a lateral direita, onde se consagraria. O meio-campista inclusive foi um dos responsáveis, juntamente com Djalma Santos, pelos anos de glória da Portuguesa.
Com as excelentes atuações na Lusa, Djalma foi convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez em abril de 1952. Era o caminho para a primeira Copa do Mundo, dois anos depois. Apesar do gol de pênalti contra a Hungria, a mais temida do Mundial da Suíça e que estava sob a batuta de Puskas, o Brasil foi derrotado por 4 a 2, no jogo conhecido como a 'Batalha de Berna' por conta da pancadaria entre os jogadores das duas equipes.
A curiosidade ficou por conta do pênalti convertido por Djalma naquela partida. Foi quase uma ordem dos colegas.
- Todo mundo ficou com medo de bater. Saíram e mandaram eu cobrar. Dei sorte de fazer o gol. Mas, se eu perco aquele pênalti, até hoje seria julgado - lembrou o ex-lateral, que bateu forte, no canto direito do goleiro húngaro.
Quatro anos depois, Djalma voltaria a vestir a camisa do Brasil em uma Copa do Mundo, desta vez na Suécia. E com um final diferente. Reserva durante praticamente toda a competição, ele teve a chance de disputar a decisão depois da contusão do titular, De Sordi. E bastaram os 90 minutos daquela partida para a consagração. Com atuação impecável na final, na vitória por 5 a 2 contra a Suécia, Djalma foi eleito o melhor lateral-direito da competição.
A camisa 4 azul usada na final se tornou uma relíquia guardada pelo jogador a sete chaves. Ele falava com carinho sobre o temor que a ausência da amarelinha causou em 58.
- Todos os jogadores ficaram receosos de entrar em campo usando uniforme azul em vez de amarelo. Foi quando o chefe da delegação (Paulo Machado de Carvalho) afirmou que o azul era a cor do manto de Nossa Senhora Aparecida, então entramos para a partida mais confiantes - relembrava.
Passaram-se mais quatro anos, e surgiu nova Copa do Mundo para Djalma Santos. No Chile, ele foi sempre titular de uma equipe que já chegou à disputa como uma das favoritas. Mesmo sem Pelé, contundido, o Brasil sagrou-se bicampeão mundial. O lateral-direito foi eleito para o time dos sonhos da Copa. No ano seguinte, foi o único brasileiro a integrar a seleção da Fifa - que fez amistoso com a Inglaterra.
Em 1966, disputou sua última Copa do Mundo. Fez parte, inicialmente, da pré-lista de 47 jogadores convocados pelo técnico Vicente Feola. Sobreviveu ao corte que reduziu o número para 22. Mas naufragou com a Seleção. Participou das duas primeiras partidas: vitória de 2 a 0 sobre a Bulgária, com gols de Pelé e Garrincha, e derrota de 3 a 1 para a Hungria. Ficou fora de nova derrota por 3 a 1, desta vez para Portugal, em jogo que eliminou o Brasil da disputa - uma das maiores decepções da história das Copas.
A carreira de Djalma Santos em clubes brasileiros foi consolidada em três times: Portuguesa, Palmeiras e Atlético-PR. Na Lusa, fez parte de uma das melhores equipes do clube em todos os tempos. A parceria com Julinho Botelho e Brandãozinho resultou na conquista dos torneios Rio-São Paulo, em 1952 e 1955, e Fita Azul, em 1951 e 1953. Djalma Santos fez 434 jogos pela Portuguesa, ficando atrás apenas de Capitão em número de partidas pela Lusa.
Na década de 1960, o craque se juntou a Djalma Dias e Ademir da Guia para formar a famosa Academia de Futebol do Palmeiras. O escrete alviverde, marcado por um futebol didático, de excelência, conquistou o título paulista em 1959, 1963 e 1966, a Taça Brasil, nos anos de 1960 e 1967, e o Rio-São Paulo, em 1965. Nesse mesmo ano, veio a consagração da Academia, quando representou o Brasil em um amistoso contra o Uruguai, na inauguração do Mineirão. E representou bem: vitória por 3 a 0 sobre a celeste olímpica.
Do Palmeiras, Djalma rumou para o Atlético-PR, onde encerrou a carreira aos 41 anos, mas com grande fôlego. Foi campeão estadual em 1970 e ajudou o time a ficar 12 jogos invicto. Em 21 de janeiro de 1971, fez sua despedida dos campos, contra o Grêmio, em um amistoso. Agora, é só saudade.
fonte: GLOBOESPORTE.COM Uberaba, MG

Leia mais...

Dominguinhos morre em São Paulo aos 72 anos

São Paulo - O sanfoneiro, compositor e cantor José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, morreu ontem (23), às 18h, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 13 de janeiro, quando foi transferido do Hospital Santa Joana, no Recife.
A morte do cantor de 72 anos foi confirmada pelo Sírio-Libanês, que emitiu a nota de falecimento às 19h50.
Dominguinhos passou mal poucos dias após show, em 13 de dezembro, em homenagem a Luiz Gonzaga, na cidade de Exu (PE). O artista teve várias paradas cardíacas e foi hospitalizado, capital pernambucana, com quadro de arritmia e infecção respiratória, complicações de um câncer de pulmão.
O artista tinha mais de mais de 50 anos de carreira – sua primeira gravação foi aos 16 anos, em um disco de Luiz Gonzaga. Colecionou prêmios, entre eles o Grammy Latino de Melhor Disco Regional, em 2002, comChegando de Mansinho; o Prêmio da Música Brasileira, conquistado em 2008; e o Prêmio Shell de Música, em 2010.
Entre suas composições mais conhecidas estão De Volta pro Aconchego, Isto Aqui Tá Bom DemaisGostoso Demais (parcerias com Nando Cordel), Abri a Porta (com Gilberto Gil), Quem Me Levará Sou Eu (com Manduca), Eu Só Quero Um Xodó e Tenho Sede (ambas com Anastácia).
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

Malotes do Enem terão lacre eletrônico

Brasília – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, confirmou ontem (23) que todos os malotes com provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vão ter lacre eletrônico. Em maio, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Luiz Cláudio Costa, disse que a instituição estudava a possibilidade de colocar os lacres, já usados em 2012, como teste.
 
Os lacres eletrônicos registram o horário do fechamento do malote na gráfica e o horário em que foi aberto no local de aplicação da prova, aumentando assim a segurança no processo. "Com isso teremos total segurança", disse Mercadante. Ao todo, serão 63.340 malotes.

Mercadante comentou também os preparativos para o exame. O Enem de 2013 recebeu número recorde de inscrições, 7.173.574. As provas serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro.
As provas já estão em produção e os profissionais envolvidos na aplicação e correção estão sendo preparados. Na segunda quinzena de agosto, será lançado o Guia do Participante 2013, que detalha os critérios de correção das redações, orienta os estudantes e apresenta exemplos de redações que obtiveram nota máxima no exame.
Para atender à demanda, aumentou o número de cidades com aplicação da prova, de 1.661 para 1.690. Serão 648 mil coordenadores estaduais, municipais e de locais de aplicação, chefes de sala, fiscais e apoio. O número de corretores também aumentou, serão 8,4 mil este ano. Em 2012, foram 5,6 mil.
"O aumento é proporcional ao crescimento da demanda", disse Mercadante. "Onde mais demos reforço foi na correção". Quanto ao custo do exame, o ministro disse que deve ser o mesmo de 2012, em torno de R$ 46 por aluno. Segundo ele, um terço do custo da maioria dos vestibulares do país.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

terça-feira, 23 de julho de 2013

Profissionais protestam em 12 estados contra o Programa Mais Médicos

Brasília - A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) informa que médicos de pelo menos 12 estados vão fazer hoje (23) manifestações contra o Programa Mais Médicos. Segundo a entidade, haverá também paralisação no atendimento. As atitudes também são uma reação aos vetos da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que regulamenta a medicina, conhecido como Ato Médico.
O Programa Mais Médicos prevê a contratação de profissionais estrangeiros para trabalhar nas periferias e no interior do país, além de obrigar estudantes de medicina a atuar por dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS), a partir de 2015.
Os médicos da Bahia adiantam que vai haver paralisação do atendimento nas redes pública e privada. Profissionais do Distrito Federal anunciam que vão usar preto, como forma de demonstrar luto, e farão uma operação padrão no atendimento nas redes pública e privada.
Os sindicatos de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, do Paraná e do Rio Grande do Norte anunciaram que vão aderir à paralisação. No Piauí, os médicos decidiram manter o atendimento, mas para demonstrar a insatisfação com as medidas do governo, vão usar um adesivo com os dizeres “Orgulho de ser médico!”.
Além de diversas manifestações por todo o país, em reação às recentes medidas do governo, os médicos abandonaram as comissões técnicas federais, que discutem soluções para problemas relacionados à saúde. O Conselho Federal de Medicina ainda entrou com uma ação civil pública na sexta-feira (19) contra a União, representada pelos ministérios da Saúde e da Educação, para suspender o Programa Mais Médicos.
fonte: Agencia Brasil

Leia mais...

Governadora Rosalba determina cortes de despesas na maioria dos órgãos


A governadora Rosalba Ciarlini determinou que todos os órgãos da administração direta e indireta realizem, em até 20%, corte nas despesas com o custeio. Durante o dia de ontem (22), a governadora esteve reunida com todos os secretários de Estado, ouvindo de cada um deles relato sobre a estrutura de suas pastas.
Na próxima semana, em uma nova reunião, os secretários vão apresentar um cronograma de corte nas despesas. Mas, por determinação da governadora, as pastas da Educação, Saúde e Segurança ficam de fora dos cortes em seus orçamentos.
Durante a reunião, a governadora Rosalba Ciarlini lembrou que em 2011 determinara redução nas despesas com o custeio em função da grave situação financeira em que o Estado se encontrava. A partir de julho de 2012, disse Rosalba, a receita começou a cair, acabou a Cide [imposto que incide sobre o combustível], o governo federal concedeu isenção de IPI. "E os reflexos disso começaram a ser sentidos pelo Estado".
A exemplo de outros Estados, o Rio Grande do Norte vem sofrendo desde o ano passado com a constante queda em sua receita. "Este ano", disse Rosalba, "a frustração de receita já passa dos R$ 300 milhões." Já a folha de pessoal experimentou um crescimento de 19%. Mesmo em dificuldade, a governadora garantiu o pagamento do funcionalismo, tanto assim que os servidores da região Seridó recebem já no dia 24, quarta-feira.
A chefe do Executivo examina com as áreas econômica e jurídica a necessidade de editar decreto regulamentando os gastos com a máquina da administração direta e indireta.

fonte: O Mossoroense

Leia mais...

Papa e povo têm encontro fraterno no centro do Rio

Brasília – O primeiro dia do papa Francisco no Brasil foi marcado por sua simpatia, atenção e seu cuidado com os fiéis. Falando em um português claro, ele abençoou a todos e disse que “bota fé nos jovens”, usando uma expressão informal. Antes, o papa fez questão de estar o mais perto o possível das pessoas que se aglomeraram nas ruas do Rio para vê-lo.
A bordo do avião, no caminho para o Brasil, Francisco, que nasceu na Argentina, brincou indiretamente com a disputa que envolve brasileiros e argentinos. Bem-humorado, ele lembrou que no Brasil dizem que Deus é brasileiro, permitindo assim que o papa seja de outra nacionalidade.
Com o vidro do carro aberto, Francisco se deixou ser visto e muitos que conseguiram vencer o bloqueio dos seguranças chegaram  perto dele. Sorridente, o papa acenou, cumprimentou e beijou crianças, inclusive um bebê  de colo. A emoção dos fiéis foi retribuída por ele com sorrisos e respeito.
No papamóvel, Francisco ficou de pé o tempo todo e sorriu quase todo o tempo. Acostumados com o estilo do papa, os seguranças que o acompanham atendiam quando ele queria que o carro reduzisse a  velocidade  para que pudesse chegar mais perto das pessoas.

Um torcedor do Fluminense conseguiu chegar perto do papa e presenteá-lo com uma camisa do time. Apaixonado por futebol, Francisco, que é torcedor do San Lorenzo e disse com orgulho, em várias ocasiões, que guarda uma foto vestido com a camisa do time argentino, agradeceu o presente.
Os protestos em vários locais próximos de onde o papa passou não ofuscaram a primeira visita do pontífice ao exterior. Francisco não demonstrou cansaço nem mesmo com as longas filas de cumprimentos de autoridades. O papa cumprimentou todos e a presidenta Dilma Rousseff ganhou dois beijinhos no rosto.
Antes de seguir para a residência oficial do Sumaré, na zona oeste do Rio, o papa se reuniu reservadamente com Dilma. A conversa durou em torno de 15 minutos. Foi o segundo encontro privado dos dois. O primeiro ocorreu, em março, quando a presidenta compareceu à cerimônia  que oficializou o início do pontificado de Francisco.
Para hoje (23), a agenda do papa por enquanto é fechada para reuniões internas. Porém, Francisco é pouco afeito a protocolos e gosta de surpreender, portanto, a programação pode ser modificada.
fonte: Agência Brasil

Leia mais...

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Empresas têm até agosto para aderir a programa de paternidade responsável


Brasília – O publicitário Guilherme Ramos de Albuquerque, 39 anos, viveu um dos momentos mais importantes em maio, quando nasceu sua primeira filha, Maria Alice. Habituado a uma rotina corrida, ele preferiu dar um tempo em suas atividades profissionais e se dedicar inteiramente à nova fase. Para isso, logo após a licença-paternidade de cinco dias, tirou mais 30 de férias. O processo não sofreu qualquer objeção por parte da empresa onde trabalha porque a possibilidade de junção dos dois períodos de afastamento é uma norma corporativa adotada pela BR Distribuidora.

"Isso foi fundamental, porque tanto a minha família como a da minha esposa são de Minas Gerais e eu precisava estar perto para apoiar e cuidar junto. Além disso, fez muita diferença porque, como participei bastante desde o início, criei um laço afetivo com a bebê ainda mais forte e hoje, quando chego do trabalho, me sinto responsável pelas tarefas da família e sempre compartilho a responsabilidade com minha esposa", disse.



A empresa onde o publicitário trabalha faz parte do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, coordenado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres. Na primeira edição do programa, em 2005, apenas 15 empresas aderiram, todas públicas. A partir de 2007, quando foi lançada a segunda edição, a secretaria abriu para que empresas privadas também pudessem se cadastrar. Em 2011, o número de empresas chegou a 81. As inscrições para a 5ª edição estão abertas e vão até 30 de agosto. Instituições privadas e públicas que tenham ações ou estejam interessadas em enfrentar discriminações no trabalho podem aderir ao programa pelo e-mail proequidade@spm.gov.br.

De acordo com Janaína Nolasco Gama, uma das responsáveis pelas ações do programa na BR Distribuidora, o objetivo inicial da companhia ao aderir o programa em 2009, era mudar a cultura organizacional. As ações, voltadas principalmente ao estímulo à paternidade responsável, ajudaram também a mudar as relações no âmbito familiar.

"A partir dessa mudança de paradigma dentro da empresa, os funcionários replicam em seus lares e para seus amigos essa cultura de compartilhamento das tarefas domésticas e também das responsabilidades em relação aos filhos. É uma mudança que começa internamente, mas vai se irradiando", disse ela lembrando que, para incentivar os homens a assumirem esses papeis, foi montado um mural na sede da empresa com fotos dos funcionários exercendo a paternidade compartilhada.

A coordenadora-geral de autonomia econômica da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Gláucia Fraccaro, destacou que ao aderir ao programa, as empresas assumem o compromisso de elaborar um plano de ação com metas voltadas à valorização de profissionais e à promoção da igualdade nas relações de trabalho. Ela ressaltou que o Pró-Equidade de Gênero e Raça foi adotado principalmente por empresas públicas, mas que o governo está empenhado em atrair as companhias da iniciativa privada.

"O objetivo do programa é incentivar o desenvolvimento de boas práticas de gestão de pessoas e da cultura organizacional que possibilitem o enfrentamento e o combate às desigualdades nas relações de trabalho. Quando aderem ao programa, as empresas têm que desenvolver um plano de ações e cumprir, pelo menos, 70% delas em 24 meses", disse.

Ela acrescentou que as organizações que cumprem as metas estabelecidas recebem o selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, que só não é concedido se houver denúncia de assédio não apurada no ambiente corporativo ou se a empresa tiver sido condenada pela Justiça por uso de trabalho escravo ou compulsório.


Gláucia Fraccaro destacou que, segundo levantamento da pasta, desde que o programa foi criado, em 2005, cerca de 900 mil funcionárias e funcionários – 45% mulheres e 55% homens – foram alcançados pelas ações. Além disso, o ministério estima que as organizações participantes do Pró-Equidade de Gênero e Raça chegam a apresentar quase três vezes mais mulheres em cargos executivos do que as empresas que não aderiram: enquanto as mulheres ocupam 40% das posições de comando e decisão, elas são 59% em empresas participantes do Pró-Equidade de Gênero e Raça. Já em empresas não participantes, as executivas somam 14% e os homens ocupam 86% dos cargos.

Entre as boas práticas adotadas pelas companhias no âmbito do programa estão instalação de salas de aleitamento, ampliação das licenças-maternidade e paternidade, adoção de linguagem inclusiva nos crachás e contra-cheques, adaptação de uniformes e equipamentos de proteção individual para mulheres e inclusão nos editais de concursos públicos dos temas para igualdade de gênero e diversidade entre os conteúdos programáticos.


fonte: Correio Braziliense

Leia mais...

19 Anos no AR


Rádio Vitória FM esta completando 19 anos de história. É uma vida contada e cantada. Parabéns a todos os integrantes da Associação Comunitária Vieirense.

Levino Lacerda - Presidente

  ©Rádio Vitória FM 104,9Mhz - Marcelino Vieira-RN - Todos os direitos reservados.

| Topo